RSS
 

Posts Tagged ‘Graduação’

Workshop de Informática

23 mar

Nesta semana realizamos o tradicional Workshop da Primeira Série do curso de Sistemas de Informação. Neste evento, foram apresentados pelos acadêmicos painéis referentes aos seguintes temas:

  • Sistemas Móveis;
  • Sistemas Embutidos;
  • Inteligência Artificial;
  • Computação em Nuvem;
  • Computação Ubíqua;
  • Sistema ERP;
  • Aplicações Web;
  • Sistemas Especialistas;
  • Linha de Produto / Linha de Produção.

 

Alguns pontos me chamou a atenção, como a dedicação e o capricho que todas as equipes tiveram para a composição do painel, e o empenho ao estudar os conteúdos apresentando, todas as equipes mostraram-se extremamente preparadas para as apresentações. Além do fato de também termos nos divertido neste momento de enriquecimento curricular.

Outro ponto bastante favorável foi a intensa participação das demais séries visitando os painéis, com isso o evento possibilitou grandes contribuições para o processo de capacitação de nossos alunos, tanto para os visitantes, quanto para os apresentadores, pois, ambos puderam aprender/relembrar durante as trocas de informações que houveram.

Segue abaixo algumas fotos da noite.

 

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIPAR CAMPUS PARANAVAÍ ESTÁ ENTRE OS TRÊS MELHORES DO PARANÁ, SEGUNDO INEP/MEC.

28 jan

Mais de quarenta cursos de Sistemas de Informação do Estado foram avaliados. Conhecimento dos alunos, qualificação docente, organização didático-pedagógica e a infraestrutura somaram pontos, superando instituições públicas da região

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas) divulgou neste mês os resultados obtidos pelos cursos de graduação que participaram do Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes), em 2008. Índice de destaque obteve o curso de Sistemas de Informação da Universidade Paranaense – UNIPAR, Campus de Paranavaí, entre as instituições públicas e privadas do Paraná (em 3/9).

No CPC (Conceito Preliminar do Curso) Contínuo, a UNIPAR CAMPUS PARANAVAI ocupa a terceira melhor pontuação do Estado, com 277 pontos. A posição é a mais elevada de toda a região. No Estado do Paraná, 42 IES (Instituições de Ensino Superior) que oferecem o curso de bacharelado em Sistemas de Informação passaram pela avaliação do MEC.

Ocupa 40º posição no  Ranking Nacional dos Melhores Cursos –  Entre 692 Instituições de Ensino Superior que oferecem  o Curso de Sistemas de Informação.

“Essa posição no ranking das IES do Paraná e Brasil comprova que a composição de sucesso é fruto da seriedade das ações que regem o curso, dos projetos nas áreas de ensino, pesquisa e extensão, infraestrutura física, qualificação do corpo docente e comprometimento dos acadêmicos durante as aulas”, ressalta a coordenadora do curso, professora Claudete Werner.

O resultado do Enade vai ao encontro do conceito A, obtido pelo curso na avaliação feita pelo Inep/2005. Segundo a coordenadora, o fato justifica a satisfação de todo o corpo docente e discente com os rumos que orientam as atividades do curso e garantem a qualidade da educação oferecida.

A obtenção do conceito “A” colocou o curso entre os melhores do país, elevando o nome da Instituição e comprovando o alto nível de conhecimento dos acadêmicos de Informática da Universidade Paranaense Campus Paranavaí : “O resultado do CPC Contínuo é a confirmação desse conceito”, enaltece Claudete.

O curso tem mais motivos para comemorar: o índice três conquistado no IDD (Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado), que aponta o conhecimento agregado pelos alunos concluintes, e no Conceito Enade, que avalia estudantes, corpo docente e infraestrutura.

Colocação IES (Instituições de Ensino Superior) CPC Contínuo
Pontifícia Universidade Católica do Paraná 339
Unidade de Ensino Superior Expoente 284
Universidade Paranaense – Campus Paranavaí 277
 
No Comments

Posted in Sem categoria

 

Capacitação Profissional – Uma exigência para suprir a grande demanda de vagas disponíveis.

08 dez

A capacitação deve ser uma busca constante para todo e qualquer profissional. Para profissionais de informática, esta busca tem um destaque ainda maior devido a grande velocidade que tecnologias da computação evoluem e a grande exigência do mercado em manter o currículo atualizado.

Há algumas semanas, o jornal da Globo apresentou uma reportagem que relata a carência de mão de obra “Capacitada” no segmento de TI (Tecnologia da Informação) e cita que a perspectiva de vagas para 2011 em TI é de aproximadamente 100.000 vagas.  Neste contexto, a capacitação refere-se não somente a atualização de conteúdos específicos na área de TI, mas também, a necessidade do conhecimento da língua inglesa.

De acordo com Fernando Mantovani,  diretor da empresa de recrutamento de executivos Robert Half, em artigo divulgado na Computer Word, a maior parte das vagas oferecidas está ligada em projetos ERP, e nelas, encontram-se atividades de Análise, Desenvolvimento, Testes e Gerenciamento de Projetos de Software.  Uma frase de destaque do executivo neste mesmo artigo é “a cada ano as empresas buscam profissionais mais completos”.

Essa frase citada por Mantovani é confirmada por meio de uma breve consulta na Web, na qual se busca vagas disponíveis e exigências mínimas. Como resultado dessa busca, encontramos um grande número de vagas, porém, a grande maioria e as vagas mais interessantes apresentam a necessidade do inglês fluente e capacitação comprovada.

Então, como comprovar a capacitação? Em suma há dois meios eficazes de realizar esta comprovação que são as certificações, emitida por empresas que detém ou desenvolvem a tecnologia como Microsoft, Sun, Oracle e outras, e a graduação e pós-graduação.

A certificação, embora importante, não substitui a graduação. O interessante é poder unir essas forças, ou seja, o ideal é que o profissional seja graduado, pós-graduado e certificado em uma área específica. Com a certificação, o profissional consegue comprovar que domina uma determinada tecnologia e já os cursos superiores proporcionam uma maior amplitude aos estudantes, na qual, possibilita que os profissionais comprovem suas habilidades em adaptar-se as tecnologias disponíveis, aspecto este, que vem ao encontro com as necessidades mercadológicas.

Ao optar por um curso superior, o primeiro passo é escolher uma IES (Instituição de Ensino Superior), nesta escolha é importante avaliar a estrutura oferecida pela Instituição e se o curso em questão é reconhecido, o reconhecimento pode ser pesquisado através do portal do MEC. Tendo concluído a graduação, o estudante pode buscar dois caminhos, a pós-graduação “lato-sensu”, cuja expressão latina significa “sentido amplo” ou a pós=graduação “stricto-sensu”, que significa “sentido estrito”.

Esta escolha pode levar o acadêmico a uma formação prática ou teórica, ou mesmo, ambas caso o estudante realize pós-graduação lato e stricto. Mas o que diferencia essas pós-graduações? A diferença entre elas está na abordagem dos temas, podendo ser mais amplo – lato ou mais objetivo e menos disperso – stricto. Para compreender melhor essas diferenças, vamos detalhar:

Pós Graduação Lato-sensu – são pós-graduações, também conhecidas como especializações de aperfeiçoamento técnico-profissional em uma área específica. Possuem em média 360 horas de duração distribuídas ao longo de 18 meses dividia em disciplinas, que normalmente são ministradas aos finais de semana. Após as disciplinas há ainda a exigência de um trabalho de conclusão de curso, podendo ser uma monografia ou um artigo científico.  Nesta categoria encontram-se os cursos de Pós Graduação, Especializações e MBAs Empresarial. Os MBAs (Master Businnes Administration) ou especializações em administração apresenta como objetivo principal oferecer aos alunos conteúdos relacionados a negócios e gestão empresarial.

Pós Graduação Stricto-sensu – Também conhecidos como mestrado, se dividem em dois aspectos. Os mestrados acadêmicos, que são voltados para a carreira acadêmica com o foco em ensino e pesquisa. E os mestrados profissionalizantes, voltado para o mercado de trabalho, sendo mais curto e mais prático. O mestrado acadêmico é direcionado para o profissional que deseja atuar na educação superior, entretanto, diversas empresas e, principalmente, indústrias contratam profissionais com esta titulação para o desenvolvimento e/ou aperfeiçoamento de tecnologias, através de pesquisas, este é um grande nicho de mercado. O mestrado acadêmico exige proficiência em Inglês e, ambos os mestrados, exigem a preparação de uma dissertação para a conclusão do curso.

Doutorado – Este curso é voltado para a formação de pesquisadores, exclusivamente para o mercado acadêmico, no qual, o objetivo é um aprofundamento intenso em uma determinada área do saber. Para a sua conclusão é necessário à preparação de uma tese.

As vagas estão disponíveis e mercado com sede de profissionais qualificados. É notório que gerentes de projetos, analistas de sistemas, desenvolvedores web, administradores de banco de dados, profissionais de redes, enfim, profissionais ligados à tecnologia da informação estão em alta, o que falta é desenvolver habilidade que o mercado necessita. Logo, capacite-se e alcance o seu lugar ao sol.

A Unipar – Unidade Universitária Paranavaí está oferecendo para 2012 a Pós Graduação em Tecnologia em Desenvolvimento de Soluções Corporativas e Gerenciamento de Redes de Computadores. Para maiores informações, clique aqui.